28 setembro 2014

Dias corridos

Sumi. Passei as duas últimas semanas com a rotina tão corrida (dia após dia) que não parei para postar no blog. Tem sido um pouco complicado achar tempo+disposição+ideia para postar aqui. Até porque de segunda a sexta passo o dia na universidade. Quando chego a noite em casa costumo falar com familiares e amigos. Então... durmo, acordo e recomeça outro dia do mesmo jeito. Aos finais de semana tento conhecer cada vez mais um pouco da cidade e socializar com os colegas/conhecidos. Acaba sendo difícil postar com frequência. Mas cá estou eu aqui. 

Mudando de assunto... Hoje é a estréia da quarta temporada de Once Upon a Time. Tivemos que esperar um bocadinho, mas vendo "hoje" não parece que foi tanto tempo. Afinal, os dias correm e daqui a pouco já estaremos em Dezembro! É impressionante como consigo lembrar do final de ano de 2013/2014 como se fosse ONTEM (literalmente)! Em relação a esse tipo de coisa tem algo que eu acho muito curioso. Por exemplo, se você pensar em dois pontos (eventos), cada um em um ponto "distante" no tempo, vai acabar achando que passou tudo muito rápido. Olhar apenas o início e fim dá essa impressão. Mas aí se você pensar no que aconteceu, em todos os eventos, que estão localizados nesse meio tempo vai acabar concluindo que MUITA coisa aconteceu e que a sensação de tempo rápido é apenas uma ilusão da boa memória. 

Enfim, por hoje é só. Espero aparecer por aqui mais vezes. Boa semana pra todos!

11 setembro 2014

Primeiras impressões (PhD)

Olá, povo da internet!

Estou no final da minha primeira semana na Universidade de Utrecht e resolvi tecer alguns comentários a respeito. Como comentei em posts anteriores, estou cursando doutorado na instituição através do programa do governo federal Ciências sem Fronteiras. Acho que muitos de vocês já devem ter ouvido falar a respeito, até porque é um programa bastante popular. Não posso falar de como funciona na graduação, porque quando cursei a minha ainda não tinham criado o programa, logo não participei. Então, vou falar um pouco da minha experiência como aluna de pós-graduação.

Primeiro, eu realmente gostaria de agradecer o governo por esta oportunidade única. Quem não é do meio acadêmico pode não compreender muito bem minha gratidão, por isso vou ser mais explícita. Tive experiência de fazer meu mestrado numa instituição brasileira e desse modo posso fazer algumas comparações. É importante enfatizar que não conheço todas as instituições do nosso país. Então, não sei se as demais são do mesmo jeito. Mas, desanimei muito com a pós-graduação que fiz no Brasil. O ambiente não era dos melhores para quem almejava um trabalho mais sério. Houveram muitas dificuldades que não diziam respeito a pesquisa científica propriamente. Tanto que eu tinha certeza de que se quisesse continuar na física precisava mudar de ares. 

Cheguei em Utrecht sem conhecer muito, mas almejando algo diferente. Foi exatamente o que encontrei. Um ambiente bem mais propício para produção científica. Não que no Brasil não exista ambiente como tal. Só acho que a maneira com que os estudantes de pós-graduação (especialmente os de doutorado) entendem o trabalho é diferente. Por exemplo, o fato de no Brasil sermos considerados "estudantes" aparentemente deixa a situação de ser doutorando mais desleixada, como se não fosse um profissional capacitado. Claro que este é um momento de muito aprendizado. Entretanto, ser visto como profissional, ainda que assistente, deixa evidente a responsabilidade que é ser um doutorando. O ritmo de trabalho é como qualquer outro profissional.

Espero que a minha estadia aqui seja bastante proveitosa e que eu volte com um bom currículo para o Brasil. Como disse, é uma oportunidade única que deve ser utilizada com bastante responsabilidade, afinal, o governo está investindo em nós. 

06 setembro 2014

Uma semana

Olá povo da internet. 

Após uma semana eu resolvi voltar a escrever. Muita coisa aconteceu nos últimos dias (tanto boa quanto ruim) e agora eu acredito que tenho condições emocionais para comentar brevemente sobre. Comentei em posts passados que estava passando por uma situação chata de espera pelo visto para enfim embarcar para a Holanda. Pois é.

Há uma semana meu namoro acabou (por motivos que não vou discorrer). Foi muito difícil, muito mesmo. Por isso fiquei esses dias todos sem postar nada. Não que hoje não seja, mas eu já aceitei a condição. Então, bola pra frente.

Nesse meio tempo eu não sabia se embarcaria na data que havia comprado a passagem. Porque nas minhas contas o visto demorou mais para chegar do que o prazo que deram. Então, para quem deseja viajar para cá (não sei como é nos outros países) e solicitou o visto MVV na embaixada etc. certifique-se de ter pelo menos uns 20 dias úteis da data em que você deixar os documentos para serem processados. Evita ansiedade e dor de cabeça.

Enfim, meu visto chegou exatamente no dia da viagem (que alegria), agora dia 4. Logo, hoje estou escrevendo de Utrecht. Acho que a mudança para cá, um novo estilo de vida vão me ajudar a lidar com esses momentos ruins de maneira positiva. Infelizmente, nem sempre podemos ter o controle de tudo e eu espero realmente ter uma boa estadia nessa cidade linda. 

Até breve!

De dentro

Erupção... ERUPÇÃO erupção, erupção, erupção explosão Explosão... de dentro atravessa a pele mancha, mancha, mancha manifestação ...