10 fevereiro 2019

A vergonha

Vocês conhecem a senhora Vergonha? Eu a conheço. Ela geralmente aparece quando entro em contato com algo do passado. Ainda bem que é o futuro que a reconhece e não o presente. Se o presente a reconhecesse como o futuro a reconhece, então eu não teria feito muita coisa. Mas, o que é a vergonha como sentimento, sensação? Será um julgamento de si mesmo, ou o medo do julgamento dos outros a respeito de nós mesmos?  Por que, por exemplo, quando leio algo que escrevi no passado sinto como se fosse outra pessoa, mas ainda assim sinto vergonha? Sinto vergonha por algo que fiz e que era apenas uma expressão de mim mesma. Sem danos a terceiros, podemos dizer que então a vergonha não passa de uma tia chata querendo nos fazer sentir mal por quem fomos?

Pois então, 'tia', não somos perfeitos.

02 fevereiro 2019

Ik spreek geen nederlands...

Aos moldes do "I don't speak english", começo esse post com "eu não falo holandês". Morei quatro anos nos Países Baixos, e essa frase ainda soa um tanto surpreendente para quem nunca viveu na Holanda. Ou noutro país em que a maior parte da população tem um bom dominío da língua inglesa (como segunda língua).  

Minhas duas ou três tentativas em aprender o idioma não duraram muito. No meio tempo eu resolvi aprender italiano, e iniciar duas línguas ao mesmo tempo requer mais dedicação do que eu poderia dar. Hoje, sinto-me confiante com o meu italiano o suficiente para começar do (quase)  zero uma outra língua. Do holandês, conheço algumas palavras que aprendi ou por osmose ou por necessidade. Por exemplo, eu sei que vrouw é mulher, man é homem e kind é criança.   

Uma boa lição que estudar italiano me ensinou foi que é possível aprender uma nova língua estrangeira depois de adulto sem ter que passar 10 anos em cursos presenciais. A impressão que eu tinha pelo menos a partir da minha experiência com o inglês (e de outros colegas) é que era preciso uma vida escolar (de curso após curso) para adquirir uma nova língua. E isso não é bem verdade...

Então, hoje, com toda essa positividade em mente e com um olhar diferente sobre a Holanda, resolvi retomar os estudos do holandês. Talvez depois de alguns meses eu possa escrever um post "Ik spreek nederlands" e será bastante gratificante observar essa metamorfose. 


De dentro

Erupção... ERUPÇÃO erupção, erupção, erupção explosão Explosão... de dentro atravessa a pele mancha, mancha, mancha manifestação ...