04 agosto 2010

Motivação: longe, os ventos sopram.

Sopram bem longe das minhas teias de pensamentos escoando por um universo paralelo ao meu. Agitam meus dedos, escassas unhas perdidas na agonia do pesadelo passado, do atordoado futuro, da inexpressiva ação sem esperança. Costume, escudo, encosta, ligeira memória. Desvaneios, saudade, tempo perdido. Frágil futuro decidido em pés sossegados, nada preocupados com o amanhecer do outro dia. Fraca disposição, perdida, ações destemidas, loucura humana, perda de senso. Motivação, inspiração, navegação, imaginação, criação, interrupção. Nascimento, primeiro de janeiro, esperança, desejo, renovação, verdade. Indignação! Situação incomoda não desfeita. Tédio, desejo, loucura, imaginação, palavras escritas com grãos de areia que se perdem um dia após o outro. Retornam a atormentar. Os ventos sopram sem direção. As mãos de realização perdem-se em minutos guardados para lembranças passadas. Volta vida, volta você, volta aquela pessoa, volta. Volta, por favor (please).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

De dentro

Erupção... ERUPÇÃO erupção, erupção, erupção explosão Explosão... de dentro atravessa a pele mancha, mancha, mancha manifestação ...