16 fevereiro 2010

Carnaval? É Pernambuco.

Frevo, bonecos de Olinda, vassourinhas, Elefante, Pitombeira, Galo da madrugada, (...).

Tenho uma espécie de orgulho da minha terra natal. Não por achá-la melhor do que as demais. Defino como uma afinidade bem forte, coisa de família mesmo. Admiro a empolgação e o brilho nos olhos com que os pernambucanos tratam o próprio estado. E o carnaval, então? Um dos mais bonitos do mundo. Tradicional, sem a necessidade para apelar a músicas de natureza vulgar, muito menos vestimentas. Coloridos na medida certa. Gravei todas aquelas marchinhas e frevos. Coisa de família MESMO. Bonito. Gostaria de estar em Olinda agora...

“Sempre ouvi dizer que numa mulher/ não se bate nem com uma flor/ loura ou morena, não importa a cor/ não se bate nem com uma flor./ Já acabou o tempo/ que a mulher só dizia, então/ xô galinha, cala a boca menino/ ai, ai, ai, não me dê mais não”

www.frevo.pe.gov.br

(+) Frevo? Aqui.

Wiki: O Frevo é um ritmo pernambucano derivado da marcha, do maxixe e da capoeira. Surgido no Recife no final do Século XIX, o frevo se caracteriza pelo ritmo extremamente acelerado. Muito executado durante o carnaval, eram comuns conflitos entre blocos de frevos, em que capoeiristas saíam à frente dos seus blocos para intimidar blocos rivais e proteger seu estandarte. Da junção da capoeira com o ritmo do frevo nasceu o passo, a dança do frevo.

Um comentário:

  1. Eu acho maravilhoso não só carnaval da sua terra, como também a Festa de São João. Pra mim o verdadeiro Brasil é nordestino!

    ResponderExcluir

De dentro

Erupção... ERUPÇÃO erupção, erupção, erupção explosão Explosão... de dentro atravessa a pele mancha, mancha, mancha manifestação ...