03 janeiro 2011

A arte de observar e reproduzir


Nos últimos dias tenho me entretido (bastante) com o lápis. Estou tentando obter resultados cada vez melhores; ampliando a visão para novos desafios, novas perspectivas. Ainda falta muito para eu atingir um dos meus grandes objetivos com o desenho, que é justamente o reconhecimento do mesmo como se fosse uma fotografia. Muitos trabalhos que encontro no site do deviantart tem sido inspiradores na minha caminhada rumo a perfeição. Então, provavelmente devo ficar sem (boas) idéias para textos... isso acontece sempre que focalizo em alguma coisa (diferente). 

2 comentários:

  1. A Arte realmente diferencia o ser humano.
    Parabéns pelo talento
    Quando quiser divulgar no meu site, fique a vontade
    www.grupoatomic.com.br
    La vc tem o Blog para divulgar seu trabalho,além da TV e o projeto Universitário Livre

    mauricio@grupoatomic.com.br
    E mais uma vez parabéns

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você, ter foco é essencial... Acho impossível fazer duas coisas ao mesmo tempo com qualidade. Se a pessoa esta namorando, deve apenas namorar; se esta estudando, quer dizer, escrevendo um livro ou fazendo um tcc, deve se concentrar apenas nisso; se teve um filho, deve dar atenção à ele. Quando se tenta fazer duas coisas ao mesmo tempo, como namorar e aprender a tocar violão, por exemplo, não se faz nenhuma nenhuma direito. O ideal é separa as coisas, como você faz. Mas, a vida geralmente não permite esta separação. Para a maioria das pessoas, o mundo é um moinho.

    Em relação a sua intenção de fazer desenhos iguais a fotos, Picasso disse: "Levei metade de minha vida para aprender a desenhar como um pintor profissional, e a outra metade para aprender a voltar a desenhar como uma criança. Neste caso, eu ainda sou um amador".

    Diego, seu novo amigo.

    ResponderExcluir

De dentro

Erupção... ERUPÇÃO erupção, erupção, erupção explosão Explosão... de dentro atravessa a pele mancha, mancha, mancha manifestação ...