05 agosto 2012

Luto, vida e uma palavra.

"Finalmente eu descobri que a única razão para estar vivo é desfrutar a vida." Rita Mae Brown

Soube ontem do falecimento de um amigo de graduação. Fiquei chocada com a notícia, embora eu tenha me afastado um pouco dele nos últimos anos, quando ele resolveu mudar de curso novamente. Era uma pessoa muito inteligente, um rapaz com uma memória e conhecimento não muito comuns, e ainda assim muito humilde. Lembro-me da disposição que ele tinha para ajudar o próximo. Certamente, uma pessoa que tinha um futuro muito promissor. Quando visualizo a imagem dele em minha mente ainda é difícil de acreditar que uma pessoa tão merecedora da vida tenha partido assim tão cedo, no auge de sua juventude... 

Tenho pensado bastante sobre a vida desde então. Sobre como algumas pessoas enxergam a vida como um presente e outras como "direito". Não creio que exista uma fórmula ou algum livro que ensinem as pessoas a viver. Só acho que o tempo que se tem deve ser aproveitado com intensidade, pois não há garantia de futuro. Vivemos nos planejando sempre para algo que não temos, um tempo que ainda não chegou e não sabemos com certeza se chegará.

Não há palavras que mudem a realidade, mas que o silêncio conforte todos aqueles que sofrem com a sua perda...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

De dentro

Erupção... ERUPÇÃO erupção, erupção, erupção explosão Explosão... de dentro atravessa a pele mancha, mancha, mancha manifestação ...