07 agosto 2014

Confusão

Chego aqui com um turbilhão de pensamentos. Alguns deles tão ridículos para serem mencionados. Outros se encadeiam em uma longa história. Falta-me ânimo para resumi-la. Todo dia é a mesma coisa. Sento-me de frente para o notebook com o anseio de contar algo, mas nada sai. É uma frustrante luta interna sobre o que eu poderia ou gostaria de dizer. Quando desisto logo procuro algo para substituir o meu anseio de escrever. Acabo esquecendo por minutos a minha real vontade. Não pareço ter assunto. Não pareço. As palavras me fogem porque o tema não há. Ou não penso nele o suficiente para as palavras saírem. É provável que sim. Assim que começo outro dia, a vontade retorna. Aos poucos ela se faz presente e pressiona meus pensamentos por algo útil. Será que consigo hoje? A vontade vem e vai como um balanço em movimento que não para no lugar. Estou certa de que preciso externalizar algo. Mas o quê? Minh'alma anseia por deixar meu corpo em palavras. Mas são tão ridículos tais pensamentos que acabo deixando-os pra trás novamente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

De dentro

Erupção... ERUPÇÃO erupção, erupção, erupção explosão Explosão... de dentro atravessa a pele mancha, mancha, mancha manifestação ...